A importância de prever o imprevisível

Talvez você tenha ficado se questionando ao ler esse título. Afinal, como é possível prever o imprevisível? Se até mesmo a previsão do tempo (clima) é errada às vezes, não é mesmo? Mas todos nós sabemos de algo que é certo e que vai acontecer com todos nós. Há quem diga até que é “a única certeza da vida”. É ela mesma, aquela que ainda é considerada um tabu: a morte.

Mas como assim vou prever a morte? Como vou prever quando vou perder alguém? Calma. O ponto em que queremos chegar é que todos nós sabemos que o dia da despedida (infelizmente) irá chegar, certo? E mesmo assim esse momento sempre nos pega de surpresa, nos machuca, sofremos, o que é completamente normal. E consideramos o fato uma tragédia. Mas você já parou pra pensar que a verdadeira tragédia é não aproveitar os momentos ao lado de quem a gente ama?

A saudade dói, mas também é ela que conforta. E saber que sempre falamos para aquela pessoa o quanto ela era especial, sempre que possível estávamos ao lado dela, proporciona as lembranças que tornam essa saudade um refúgio e não um sentimento traçado pelo arrependimento.

Alimentar a espiritualidade ao longo da vida é uma ótima forma de lidar com o imprevisível. Ao cultivá-la, direcionamos nosso olhar para uma nova perspectiva, mais otimista e equilibrada, além de nos afastar de energias negativas que podem afetar nossos pensamentos e também nossas ações. Orar, meditar (ou o que você preferir), é capaz de trazer equilíbrio emocional, bem estar e qualidade de vida.

A espiritualidade nos deixa mais fortalecidos e preparados para enfrentar os imprevistos da vida. Não tenha medo da morte. O medo da morte não nos impede de morrer, mas sim de viver. Busque algo que lhe faça bem para lhe fortalecer e assim, poder viver um dia de cada vez, cuidando de você e de quem você ama, e aproveitando os bons momentos ao lado de quem lhe faz feliz.